Saiba mais
Idioma
Menu
Menu
Idioma

GM oferece US$ 10 mil para quem batizar sua nova bike elétrica

Imagem: Divulgação/GM

Todo mundo conhece a General Motors (GM) pela sua grandiosa atuação no mercado mundial de veículos automotores. Recentemente, a montadora mostrou que tem sede de ir além e divulgou que está investindo em um novo ramo — o de bicicletas elétricas. A empresa já chegou chutando a porta e, sem muitas informações, afirmou estar trazendo dois modelos, sendo um deles dobrável.

Com foco na praticidade da mobilidade urbana, a companhia investiu bastante tempo, dinheiro e pesquisa para chegar nas bikes elétricas, que contam com motor de acionamento intermediário, cuja bateria vem acoplada logo acima. Tudo isso a fim de manter um centro de gravidade baixo para garantir maior estabilidade ao biker.

"Como viajante urbana e ciclista ávida, eu sei o quanto seria incrível chegar onde quero ir facilmente, sem suar", conta Hannah Parish, diretora da General Motors Urban Mobility Solutions. "A gente mesclou engenharia elétrica, design e testes de nível automotivo com grandes cabeças da indústria de bicicletas para criar nossas próprias eBikes", completa. Ela também explica que a companhia está convencida de que expandir os horizontes é um grande negócio e por isso aposta no setor.

Concurso para o melhor nome

Acontece que as bicicletas da GM estão em fase de produção e, apesar de toda a engenharia e pesquisa envolvida no processo, ainda falta um dos principais pontos para que as duas cheguem às lojas: o nome. Com uma estratégia inteligente de divulgar o produto e atrair a atenção do mercado ao mesmo tempo, a montadora abriu um concurso  para que o público envie sugestões para batizar sua nova linha. Quem ganhar vai receber um honroso prêmio no valor de US$ 10 mil. Além do vencedor, os outros 9 primeiros colocados também serão contemplados com um prêmio de US$ 1 mil cada.

A GM dá um norte para os criativos: o nome tem que ter personalidade para dar vida à nova missão da empresa, inspirando pessoas a escolher e comprar o produto. Deve também haver um tom de provocação e ser inteligente, além de ser compreendido em vários idiomas. Vale lembrar ainda que o nome não pode estar registrado, obviamente.

Fonte: CanalTech